Interdental Logo
Menu
Minha Conta
Buscar
Ajuda
Carrinho

Anestésico Lidostesim 3% com 50Un - Dla Pharma

(0)
Cód. 7898060520032Ver descrição

Segundo determinação da ANVISA a venda de medicamentos só será permitida para profissionais com registro no conselho de classe e com apresentação da licença sanitária.

Pedidos efetuados por profissionais sem CRO serão cancelados, mesmo após confirmação de pagamento.
R$ 129,27
5% À VISTA BOLETO OU PIX
Este produto está indisponivel no momentoDeixe seu contato que avisaremos você quando este produto retornar aos nossos estoques

Descrição

Anestésico Lidostesim 3% com 50Un - Dla Pharma

Especificações

Apresentação
Embalagem com 50 carpules com 1,8ml cada.
Registro Anvisa
1.0993.0003-002-3.
Atenção

Segundo determinação da ANVISA a venda de medicamentos só será permitida para profissionais com registro no Conselho de Classe. Pedidos efetuados por profissionais sem CRO serão cancelados, mesmo após confirmação de pagamento.

Informações Importantes

Segundo determinação da ANVISA a venda de medicamentos só será permitida para profissionais com registro no conselho de classe e com apresentação da licença sanitária.

Pedidos efetuados por profissionais sem CRO serão cancelados, mesmo após confirmação de pagamento.
Característica
POSOLOGIA: Como para todos os AL, a dose varia e depende da região a ser anestesiada, da vascularização dos tecidos, da tolerância individual e da técnica de anestesia. Deve ser administrada a menor dose necessária para produzir anestesia eficaz. A dose máxima é de 4,4 mg/Kg sem ultrapassar 300 mg (equivalente a 8 carpules para adultos saudáveis normais); a dose deve ser reduzida em pacientes clinicamente comprometidos, debilitados ou idosos. Recomenda-se que pacientes sensíveis ao hemitartarato de norepinefrina recebam apenas 2 carpules por consulta. MALAMED, SE Manual de Anestesia Local. 5°. Ed. Elsevier, 2005. APRESENTAÇÃO: Solução estéril injetável de cloridrato de lidocaína 3% (30 mg/mL) em associação com hemitartarato de norepinefrina. Via de administração: Parenteral, com injeção intra-óssea, conjuntival e intracanal. COMPOSIÇÃO: Cada tubete com 1,8 ml contém: Cloridrato de Lidocaína ..........................................54,000mg Hemitartarato de Norepinefrina *...............................0,072mg Excipientes (Cloreto de Sódio, Metilparabeno, Metabissulfito de Sódio, Ácido Cítrico Anidro e Hidróxido de Sódio para ajuste de pH) Água para injetáveis ......................q.s.p ....................1,800 ml *0,072 mg de Hemitartarato de Norepinefrina = 0,036mg de Norepinefrina INTERAÇÕES MEDICAMENTOSAS: Em geral, os depressores do SNC como narcóticos, opioides, ansiolíticos, fenotiazínicos, barbitúricos e anti-histamínicos, quando empregados em conjunto com Anestésico Local (AL), levam à potencialização das ações cardiorrespiratórias dos AL. O uso conjunto de AL e drogas que compartilham uma via metabólica comum pode produzir reações adversas. AL associados à vasoconstritores simpatomiméticos, como a epinefrina e a norepinefrina podem interagir com beta bloqueadores não-seletivos, inibidores da monoamina oxidase e antidepressivos tricíclicos. Para mais informações e outras interações, vide a Bula. REAÇÕES ADVERSAS: Os sinais e sintomas clínicos ini
Indicação
INDICAÇÃO: LIDOSTESIM 3% está indicado para a anestesia local em odontologia e Cirurgia. CONTRA-INDICAÇÃO: Os AL tipo amida são contraindicados a pacientes que apresentem hipertermia maligna (hiperpirexia). A insuficiência hepática é uma contraindicação relativa à administração de anestésicos locais. Isto inclui pacientes submetidos à diálise renal e aqueles com nefrite túbulo intersticial crônica. Insuficiência hepática e cardiovascular significativas e a tireotoxicose (hipertireoidismo) são contraindicações relativas ao uso dos AL. A hipersensibilidade aos AL do tipo amida e a quaisquer componentes presentes na composição de LIDOSTESIM 3% (em especial os parabenos e bissulfitos) é uma contraindicação absoluta. MALAMED, SE Manual de Anestesia Local. 5°. Ed. Elsevier, 2005 CUIDADO E ADVERTÊNCIA: Os carpules não devem ser autoclavados. Caso o dentista deseje realizar uma assepsia externa do carpule, deve-se aplicar um lenço umedecido com álcool isopropílico a 91% ou álcool etílico a 70% ao diafragma de borracha. Os carpules não devem ser mergulhados em álcool ou em qualquer outra solução desinfetante. Os dentistas que utilizam anestésicos locais em seus consultórios devem conhecer o diagnóstico e tratamento de emergências que podem surgir. Assim, deve existir equipamento de reanimação, de oxigenação e fármacos de reanimação para uso imediato. Os pacientes devem ser informados sobre a possibilidade de perda temporária de sensação e função muscular após a injeção infiltrativa e de bloqueio. Os pacientes devem ser avisados para estarem atentos

Quem viu, viu também

Inscreva-se na Newsletter e Receba Novidades e Ofertas Exclusivas!

Li, compreendi e concordo com a Política de privacidade e Termos de uso da Interdental